Patos: Cobrança abusiva nas contas de água do Residencial Itatiunga é criticada pela vereadora Edjane Araújo

251

Os altos valores nas faturas de água dos moradores do Conjunto Residencial Itatiunga foram destaque na Sessão Ordinária da Câmara de Vereadores de Patos nesta terça-feira, (04).

O assunto foi levantado pela vereadora Edjane Araújo, que cobrou explicações do gerente regional da Cagepa, Maciel Damascena, sobre a falta de inclusão dos moradores do Conjunto no Programa Tarifa Social.

Segundo a parlamentar, algumas famílias estão recebendo faturas de até R$ 230 e os valores cobrados são absurdos: “Os moradores que residem no Conjunto não tem condições de pagar os valores que estão sendo cobrados, tendo em vista que quase a totalidade dessas famílias são beneficiárias de programas sociais”, explicou.

A vereadora apresentou um abaixo-assinado dos moradores do Residencial, onde eles manifestam a insatisfação dos serviços prestados pela Cagepa na localidade.

Edjane ainda solicitou que a Cagepa realizasse uma ação itinerante no conjunto, para que os moradores fossem cadastrados no programa de descontos do órgão.

O Programa Tarifa Social oferece redução no pagamento da taxa de esgoto e descontos nas contas de água.

Outro requerimento apresentado por Edjane foi a solicitação da implantação do prontuário eletrônico do paciente na rede pública de saúde do município.

Como justificativa, a parlamentar explicou que os usuários do Sistema Único de Saúde utilizam medicação controlada e não tem tido o devido acompanhamento acerca da correta dispensa desses medicamentos.

maispatos.com