José Maranhão diz que reforma da Previdência é uma exigência do país, não de um político ou de partidos

755

O senador José Maranhão (PMDB) ainda não se posicionou se votará a favor ou contra reforma da Previdência apresentada pelo presidente Michel Temer (PMDB) ao Congresso Nacional. Porém acredita que a proposta será aprovada tanto no Senado como na Câmara Federal, onde a votação do parecer na comissão especial ocorrerá na próxima quarta-feira (3).

O peemedebista ressalta também que essa reforma não pode estar ligada a uma pessoa ou grupo partidário. “A reforma da Previdência não é privilégio desse ou daquele partido, desse ou daquele político. É uma exigência do país, nós temos o melhor modelo de previdência? Não”.

Mesmo sem querer se posicionar, Maranhão explica que não existe uma proposta definitiva. “Eu ainda não quero dar minha opinião sobre isso. Não existe ainda uma proposta consubstanciada, eu acho que a reforma da Previdência vai passar, mas com muitas modificações. É preciso que haja o entendimento, um consenso”.

Maranhão reconhece a necessidade dos ajustes. “Se tivéssemos uma previdência ideal ela não estava caminhando para uma falência, se não houver uma modificação adequada. Mas, é necessário que haja algumas mudanças para que seja aprovada”.

Blog do Gordinho