Rosalba Mota faz avaliação positiva da mobilização dos prefeitos na Praça do Meio do Mundo

390

Após a mobilização de prefeitos da Paraíba, Rio Grande do Norte e Pernambuco, realizado na última sexta-feira (05), na Praça do Meio do Mundo, localizada entre as cidades de Campina Grande-PB e Soledade-PB, a prefeita de São José do Bonfim e secretária geral da Rosalba Mota (PMDB), avaliou positivamente o encontro e disse que os gestores irão permanecer na luta por mais atenção por parte da União.

“Nosso movimento foi muito bom, presença maciça dos prefeitos paraibanos e do Rio Grande do Norte e também do Pernambuco, todos unidos, juntos, somando forças para que União tenha um olhar mais atenciosos para os municípios. Na verdade, os prefeitos pedem socorro, está cada dia mais difícil de administrar, com tantas quedas de repasses de FPM. A nossa luta vai permanecer e vamos na Marcha a Brasília apresentar a Carta do meio do Mundo, que foi elaborada nesse evento, mostrando nossa reivindicação e nosso apelo para que os municípios sejam tratados de forma mais responsáveis”, disse a secretária.

O número de prefeitos que compareceram ao evento foi um destaque apontado por Rosalba. A gestora afirmou que mesmo sendo um dia de muitos compromissos em suas cidades, os gestores, foram protestar e fizeram um movimento muito organizado, que chamou a tenção da mídia nordestina.

“Tivemos uns 250 prefeitos participando do nosso evento, prefeitos de grandes e importantes cidades como Romero Rodrigues de Campina Grande e Luciano Cartaxo de João Pessoa, o prefeito cantor Amazan que compôs uma música para essa mobilização. Então essa união, essa força unida, nos inspirou ainda mais a lutar por dias melhores para nossas cidades”, pontuou.

Rosalba Mota ainda afirmou que esse encontro serve não só para alertar a União, mas também para os estados, que muitas vezes, não atendem os municípios, e isso protela vários casos que poderiam ser resolvidos, através de uma audiência, um encontro ou uma simples conversa, onde se possa definir ações e tomar decisões.

“Nosso movimento também foi no intuito de alertar aos estados, as vezes precisamos resolver algumas coisas que são pertinentes aos municípios, porém só serão resolvidas, através dos governadores. Precisamos mais atenção, mesmo que os estados nos diga não em algumas oportunidades, mas é preciso que os prefeitos sejam ouvidos, pois tudo se resolve através do diálogo”, cobrou a prefeita.

Sertão Político

Imagem: Jornal Políticas e Negócios