Apesar de aprovar e elogiar, Cássio reconhece que gestão Temer não é popular: “Definitivamente não é”

463

O 1º vice-presidente do Senado, Cássio Cunha Lima (PSDB-PB), afirmou em recente discurso na reunião de balanço de um ano do governo Michel Temer, que a administração do peemedebista definitivamente não é um governo populista. O tucano elogiou ainda o que chamou de “coragem” do governo Temer de combater o “terrorismo” feito pela oposição no Congresso Nacional e nas ruas.

“É preciso pensar como qualificar esse período de um ano. Poderíamos usar vários adjetivos, menos um: populismo. Definitivamente esse não é um governo populista. É um governo que tem, com muita ousadia, coragem e, sobretudo, responsabilidade e compromisso com o futuro do Brasil”, discursou Cunha Lima, que representou o presidente do Senado Eunício Oliveira (PMDB-CE), que está no exterior fazendo exames médicos.

O senador do PSDB defendeu, porém, que é preciso avançar em dois “desafios”. O primeiro deles, disse, é conter o endividamento público. Segundo ele, conter o financiamento público representará, no médio prazo, mais recursos para saúde, educação, infraestrutura e desenvolvimento para o País. O segundo e “maior desafio”, acrescentou, é ampliar a produtividade da economia brasileira.

Cunha Lima afirmou que o governo Temer vem enfrentando os desafios preservando conquistas sociais. “Temos, como governo que somos, coragem de combater esse terrorismo dos mesmos que, nas eleições, amedrontam os mais pobres dizendo que o Bolsa Família vai acabar”, afirmou, citando a transposição do Rio São Francisco e Minha Casa Minha Vida como duas grandes realizações do governo Temer.

PB Agora