Paraíba tem primeira cerveja registrada no Ministério da Agricultura

1062

O Ministério da Agricultura liberou o registro para funcionamento da primeira cervejaria artesanal no Estado da Paraíba e ela está localizada na cidade de Patos. Desde a sexta-feira, dia 24, a cervejaria Váik, que existe desde 2012, deu início a uma produção de 3.000 litros por mês e destina uma parte do produto para o consumo de degustadores. Com o registro, segundo a empresa, a fabricação terá mais consistência jurídica, o que permitirá sua expansão.

O nome da cerveja veio de uma pesquisa cujo resultado apontou que o hidromel foi a primeira bebida alcóolica produzida pelo homem. A difusão dela foi feita pelos vikings e, aproveitando a pronúncia das três primeiras letras da palavra, os sócios batizaram a cerveja artesanal paraibana como Váik.

Paulo Canuto, químico industrial, cervejeiro e sócio da Váik, disse que é um momento muito importante não só para a empresa, mas também por ela ter o registro de funcionamento na cidade de Patos. Ele acredita que, a partir de agora, a empresa poderá se firmar cada vez mais em um mercado tão rico e competitivo.

O processo de pedido junto ao Ministério da Agricultura durava vários meses, pois as exigências e os trâmites burocráticos se fizeram necessários para validar a produção.

Paulo Canuto tem experiência em produção de cerveja. Ele trabalhou na AMBEV e depois que saiu da empresa multinacional decidiu produzir a cerveja usando matéria prima importada da Bélgica, Alemanha e da República Tcheca. Ele explicou que esses países são referência internacional na fabricação de cerveja.

“Agora temos um produto diferenciado no mercado…a Paraíba era o único estado do Brasil que não tinha a cerveja artesanal. A principal diferença da cerveja Váik são os produtos que a compõem. É um produto estudado e é uma cerveja puro malte”, relatou Paulo.

 

Parlamentopb