Árvores e matagal deixam alerta durante primeira cheia no Rio Espinharas, em Patos

204

As chuvas registradas neste final de semana, sábado e domingo, dias 17 e 18 de fevereiro, respectivamente, trouxeram as primeiras águas que movimentaram o leito do Rio Espinharas.

A água barrenta mostra um cenário novo que vem sendo registrado sobre as pontes urbanas sobre o rio na cidade de Patos. Na ponte de ligação ao Centro/Bairro São Sebastião, por exemplo, é possível ver a mudança da paisagem em decorrência das chuvas.

Recentemente, a professora Carminha Learth, do Curso de Engenharia Florestal da Universidade Federal de Campina Grande, Campus Patos (UFCG/Patos), relatou que se faz necessária uma limpeza no leito do Rio Espinharas, pois, a quantidade de árvores dentro do leito podem agravar a passagem da água e causar enchentes nas margens.

Como nada foi feito até o momento diante do alerta, as primeiras chuvas chegaram e agora está mais difícil realizar a retirada de plantas de dentro do Rio Espinharas. A primeira cheia foi pequena, mas os problemas podem aparecer caso de chuvas mais intensas que provoquem uma grande cheia.

Jozivan Antero – Patosonline.com