Justiça concede prisão domiciliar a acusado pela morte de Juninho Somadeira e revolta familiares da vítima

196

O senhor Francisco Avelino de Medeiros, conhecido por “Xavier”, acusado de ser um dos mandantes da morte do empresário Juninho Somadeira, morto no dia 02 de janeiro desse ano (2018), foi colocado em prisão domiciliar, o que causou grande revolta da família da vítima.

Em áudio enviado a redação do Patosonline.com, o empresário Hallisson André, irmão de Juninho, pede que o fato seja levado ao conhecimento da sociedade patoense, pois considera o tio, Xavier, perigoso, e teme pela segurança dos familiares da vítima (Juninho).

A defesa de Xavier conseguiu que ele fosse para prisão domiciliar, alegando que o mesmo além de ser de idade avançada, está em tratamento de um câncer, e por uma questão de humanidade solicitou o benefício, o que foi atendido pela Justiça.
O outro acusado de ser mandante da morte de Juninho, Arlan Medeiros (filho de Xavier e primo da vítima), continua preso no presídio Romero Nóbrega aqui em Patos.

A morte de Juninho comoveu toda cidade de Patos, pois o empresário era bastante conhecido, e uma pessoa de bem. Logo após o crime, Arlan ainda chegou a ser preso, foi ouvido e liberado em seguida por falta de provas.

PatosOnline