Funcionária pública denuncia que possui doença renal crônica e laudo de comorbidade foi negado, em Santa Terezinha

680

A funcionária pública Magda Paula (41) procurou a Redação do Portal Santa Teresinha para denunciar a vacinação de pessoas com comorbidades, no município de Santa Terezinha (PB), Região Metropolitana de Patos.

Ela informou que é portadora de doença renal crônica com formação congênita no rim direito denominada Estenose de Jup-Hidronefrose Congênita. Procurou o médico nos dois postos de saúde para pegar o laudo para se vacinar contra a Covid-19. Ao falar com o médico ela recebeu um documento e saiu feliz pensando que tinha recebido o laudo médico.

Ao chegar na Unidade de Saúde Básica, na manhã desta quinta-feira (3), foi informada que o documento relatava que ela não estava nas prioridade das vacinas.

Veja a denúncia feita em sua rede social:

A Secretaria Municipal de Saúde emitiu a seguinte Nota:

O laudo não foi negado, segundo informações do médico ele precisava de um exame de creatinina para avaliar se ela se encaixava nas prioridades. Na ocasião, ela se dispôs a ir buscar em casa e não retornou com o referido exame.

De acordo com as comorbidades renais estabelecidas no PNO, faz- se necessárias cálculo da Taxa de Filtração Glomerular, onde se faz necessário o exame solicitado pelo médico.

Estamos entrando em contato com a reclamante para entender porque não retornou com o exame.

Vale lembrar que a Secretaria de Saúde de Santa Terezinha , através da Coordenação de Imunização vem cumprindo com todas as orientações e determinações do PNI e estamos a disposição da população para qualquer dúvida em relação aos grupos prioritários . O nosso desejo é ver todos vacinados.