Pela 1ª vez três paraibanos são relacionados para partida da Seleção Brasileira; dois entraram em campo

94

Um feito. Pela primeira vez, três paraibanos, sendo dois de Campina Grande, defenderam vestiram a camisa da Seleção Brasileira em uma partida válida pelas Eliminatórias da Copa do Mundo. Convocados por Tite, para os dois jogos da Seleção, os paraibanos Hulk do Atlético Mineiro, Santos do Athletico Paranaense, Matheus Cunha Atlético de Madrid, foram relacionados para a partida contra o Peru, na Arena Pernambuco em Recife, válida pela 10ª rodada das Eliminatórias para a Copa do Mundo do Catar.

Do trio paraibano, apenas Matheus Cunha e Hulk entraram em campo no segundo tempo na vitória de 2 x 0 sobre o Perú. O atacante campeão olímpico, entrou bem, fez boas jogadas e saiu de campo elogiado. Hulk entrou faltando 10 minutos parta a partida terminar, e também se movimentou bem, mas não teve tempo para reeditar as grandes exibições que tem feito no Atlético Mineiro.

Na véspera do confronto com os peruanos, um trio em especial celebrou um feito raro nas redes sociais. Matheus Cunha aproveitou a foto com os dois conterrâneos para mandar um recado para a garotada paraibana. Para ele, é preciso ter perseverança e acreditar nos sonhos.

Hulk vive uma excelente fase no Atlético Mineiro. Aos 35 anos, o atacante emenda grandes atuações e é o principal nome do Atlético na temporada. Na semana passada, na vitória alvinegra por 2 a 1 sobre o Fluminense, pelas quartas de final da Copa do Brasil, ele marcou um dos gols. Foi o 19º gol na temporada 2021 – mesma marca alcançada por Jô e Diego Tardelli em duas das temporadas mais vitoriosas do clube na história.

Em 42 jogos com a camisa alvinegra, Hulk já vive sua temporada mais artilheira desde 2018, quando foi às redes 17 vezes. Em 2017, marcou 30 gols – marca viável de se alcançar, já que o Atlético terá pelo menos mais 24 partidas no ano (21 do Campeonato Brasileiro, uma da Copa do Brasil e duas da Copa Libertadores).

Revelado no Vitória, Hulk construiu carreira primeiro no Japão, e depois foi contratado para brilhar no FC Porto, entre 2008 e 2012. Negociado ao Zenit da Rússia, virou uma das celebridades do milionário futebol chinês a partir de 2016. Na China ele conseguiu ajudar o Shanghai a chegar até a semifinal da Liga dos Campeões da Ásia em 2017.

Nascido em Campina Grande, Givanildo Vieira de Sousa, mais conhecido como Hulk, passou por clubes como o Serrano-PB, Vilanovense-POR, São Paulo-SP e Vitória-BA nas categorias de base, antes de fazer a carreira como jogador profissional.

Matheus Cunha também vive um grande momento. Natural de João Pessoa, Matheus Cunha fez categoria de base no Coritiba, mas deixou o país muito cedo para jogar no Sion, da Suíça. Depois disso, o atacante foi para a Alemanha, jogando primeiramente no RB Leipzig e posteriormente no Hertha Berlin. Na última janela de transferências, deixou o futebol alemão para defender o Atlético de Madrid.

Pela Amarelinha, Matheus foi o artilheiro do último ciclo olímpico, que terminou com a medalha de ouro conquistada no Japão, após vitória para cima da Espanha na grande decisão.

Santos, de 31 anos, também natural de Campina Grande, mas com a família originária de Cabaceiras, é outro destaque paraibano. Pela Seleção, o goleiro do Furacão já acumula convocações e recentemente foi campeão olímpico como titular, defendendo até penalidade na semifinal diante do México.

Pela equipe principal comandada por Tite, Santos não é unanimidade, pois os três goleiros estão bem definidos: Ederson, Alisson e Weverton. Contudo, com o veto dos clubes ingleses em liberar os seus jogadores, os dois primeiros acabaram impedidos de vir para o Brasil. Sendo assim, o goleiro do Athletico-PR foi prontamente chamado.

Em sua página oficial, Santos destacou a representatividade paraibana no time brasileiro.

Celeiro de craques, a Paraíba ao longo da história, já revelou grandes nomes para o futebol. Em Copas do Mundo, o estado já teve quatro representantes: o atacante Índio, em 1954, o maestro Júnior, nos Mundiais de 1982 e 1986, o meia Mazinho, tetracampeão em 1994, e o atacante Hulk, em 2014.

PB Agora