Policiais civis farão nova assembleia nesta terça-feira para decidir sobre proposta salarial do Governo do Estado à categoria

54

Os policiais civis realizam nesta terça-feira (11) uma assembleia para avaliar a proposta de reajuste salarial que foi apresentada pelo governador João Azevêdo. De acordo com o presidente da Associação dos Policiais Civis, Bethoven Silva, o valor apresentado pela gestão estadual ficou abaixo do esperado.

– Inicialmente, a Polícia Civil ficou decepcionada com a forma como essa proposta chegou para a categoria. Porque enquanto para a Polícia Militar houve a proposta pelo próprio governador, à Polícia Civil ela foi apresentada por meio do secretário de Segurança e através do delegado geral, o que demonstra uma forma de tratamento diferenciada, então, há um descontentamento na categoria pela forma de como a Polícia Civil foi tratada – protestou Bethoven.

O presidente da Associação afirmou ainda que a proposta apresentada não atende as expectativas e fica muito a quem do que a categoria precisa. “Recebemos hoje o pior salário desse país, então, estamos com assembleia marcada para amanhã, na frente da Central de Polícia de João Pessoa, e a categoria irá definir qual é a posição que nós devemos encampar.

Bethoven ressaltou ainda que por se tratar de uma força de Segurança, a categoria não pode fazer greve, no entanto, ele não descarta a adoção de outras medidas que possam trazer prejuízos à população. “Nunca queremos prejudicar a sociedade, mas essa possibilidade existe, uma vez que precisamos dignificar os policiais civis da Paraíba”, argumentou Bethoven.

PB Agora