PDT confirma pré-candidatura de Ciro à Presidência; decisão mexe no cenário político da Paraíba

96

O Partido Democrático Trabalhista (PDT) confirmou nesta sexta-feira (21), em Brasília, a pré-candidatura do ex-governador do Ceará Ciro Gomes à Presidência da República. O ato oficial pode mexer diretamente no cenário político da Paraíba já que, a atual vice-governadora Lígia Feliciano (PDT), que também é pré-candidata ao Governo do Estado, busca apoio do Partido dos Trabalhadores (PT) para disputar as eleições deste ano.

Em entrevista ao Sistema Arapuan de Comunicação, o presidente estadual do PT, Jackson Macêdo, chegou a afirmar que não existe qualquer possibilidade de uma composição ao Governo Estadual sem unidade em torno do palanque nacional que tem a frente o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Com isso, Lígia Feliciano, para ter o apoio do petista na Paraíba, terá que deixar o PDT ou abrir dissidência com a Executiva Nacional.

Em pronunciamento no evento de filiação, Ciro fez críticas ao ex-presidente Lula. Durante a fala, o presidente Jair Bolsonaro (PL), a quem acusou de conduzir uma “política genocida” durante a pandemia, e o ex-ministro da Justiça Sergio Moro, que estão à frente de Ciro nas pesquisas, também foram criticados.

Sobre a filiação

O lançamento da pré-candidatura ocorreu em ato na sede do PDT em Brasília, no encerramento da convenção nacional do partido. Antes mesmo desse anúncio oficial, no entanto, Ciro já manifestava o desejo de concorrer à presidência – e era tratado como pré-candidato pela legenda.

Entre os presentes no ato de lançamento da pré-candidatura de Ciro Gomes, estavam Cid Gomes (PDT-CE), senador; André Figueiredo (PDT-CE), deputado; Roberto Cláudio, ex-prefeito de Fortaleza (CE).

Paraíba.com.br