Professores e funcionários vivem momentos de terror após invasão de escola e homens ameaçam atirar, em Patos

268

Na noite desta terça-feira, dia 29, por volta das 18h30, os professores e demais profissionais da educação estavam participando de uma reunião pedagógica na Escola Municipal Sizenando Florido de Sousa, localizada na Rua José Sátiro Quinho, no Bairro Monte Castelo, em Patos.

O encontro pedagógico ocorreu na quadra poliesportiva da Escola Municipal Monsenhor Manuel Vieira, que fica vizinho da Escola Sizenando e é usada pelas duas comunidades escolares. De acordo com uma profissional da equipe pedagógica que estava no encontro, dois homens pularam o muro da quadra durante o evento e gritaram: “Vamos começar a atirar! Se abaixem quem puder!”.

Após isso, o pânico tomou conta das cerca de 20 pessoas que estavam no evento. Muitos correram para dentro das salas de aulas, sala da direção e outros locais. Foram cerca de 5 minutos de terror, mas o suficiente para muitos passarem mal e entrarem em desespero.

De imediato, a Polícia Militar foi acionada e demorou poucos minutos para chegar, porém, os suspeitos do ato não foram encontrados. As informações são de que nada foi levado e houve apenas terror psicológico. Algumas pessoas ligaram para o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU). Nenhuma ambulância foi deslocada, pois os médicos notaram se tratar de crise nervosa.

“A gente pensou que iam atirar! Estamos vivendo tanta violência que foi desesperador! Eles gritaram e ameaçaram! A gente acha que eram dois homens, pois dava para ouvir as vozes de dois! Ainda estou muito abalada”, relatou uma profissional do apoio pedagógico.

Fonte: Jozivan Antero – Polêmica Patos