Zé Gonçalves lamenta que Patos tenha ficado fora do Mapa do Turismo Brasileiro e critica falta de investimento no setor

79

O vereador sindicalista Zé Gonçalves (PT) lamentou que nossa cidade tenha ficado de fora do Mapa do Turismo Brasileiro. Na tribuna da Câmara Municipal na noite da última terça-feira (29), ele criticou a falta de investimento no setor: “estamos deixando de fazer o dever de casa”.

Na opinião de Zé Gonçalves, nós temos pontos turísticos a serem explorados como o Parque Religioso da Cruz da Menina e outros locais turísticos, mas que não recebem nenhum incentivo.

Ele citou também o projeto do jornalista e historiador Damião Lucena que pretende construir um espaço na Alça Sudeste para abrigar todo o histórico da Lagoa dos Patos, que deu origem à cidade, mas que não recebe também nenhum incentivo.

O parlamentar mirim criticou os discursos sobre nosso São João num momento em que Patos não está sequer entre as cidades que compõem o Mapa do Turismo Brasileiro.

Zé Gonçalves informou que a última vez que Patos fez parte do Mapa foi em 2016, e que, este ano, nossa cidade ficou novamente de fora. A Paraíba teve 53 municípios paraibanos contemplados.

“Nós não temos pessoal, profissionais habilitados com capacidade para pensar a cidade, planejar, elaborar projetos e buscar recursos”, criticou.

Zé Gonçalves citou cidades vizinhas, como Serra Negra do Norte, no vizinho estado do Rio Grande do Norte, que consegue desenvolver projetos para o comércio e a indústria, com resultados visíveis a quem visita, coisa que não acontece em Patos.

Ele lamentou que os discursos na Casa Legislativa sobre a cidade seja sempre sobre os velhos problemas de lixo, buracos, lamaçal, matagal e que projetos para desenvolver a cidade não existam para ocupar os debates.” Infelizmente não se consegue avançar em Patos, visando a melhoria da vida do nosso povo”, disse o mesmo.

Agora Patos