Veneziano denuncia que governador reduziu refeições dos restaurantes populares em toda a Paraíba; só em Campina são 500 refeições a menos todo dia

78

O pré-candidato a governador da Paraíba, Veneziano Vital do Rêgo (MDB), ficou estarrecido nesta sexta-feira, 27, ao receber a informação de que o governador João Azevedo determinou o corte de refeições diárias do Programa “Tá na Mesa” em todo o Estado. Somente em Campina Grande foram tiradas 500 refeições por dia, num prejuízo enorme às pessoas que dependem do restaurante popular do Estado para se alimentar, sobretudo neste momento de crise que o País atravessa.

Para Veneziano, o gesto do governador mostra que a gestão não prioriza o social, “mas tão somente se preocupa em implementar uma pirotecnia administrativa na Paraíba, através de um fantasioso Orçamento Participativo, faltando pouco menos de 5 meses para as eleições. São as chamadas ordens de serviço para obras que não darão tempo sequer de serem iniciadas e sequenciadas até outubro, quando mais, concluídas”.

Ele disse que a atitude do governador de cortar as refeições para a população mais carente terá sérios reflexos em todos os municípios, e de forma mais cruel em Campina Grande, cidade onde a gestão municipal fechou os dois restaurantes populares e as nove cozinhas comunitárias que foram implantadas ao tempo em que Veneziano era prefeito.

Prioridade – Os dois Restaurantes Populares desativados funcionavam, um no Centro da cidade, implantado em 2006; e outro no Distrito dos Mecânicos, inaugurado em 2009; e as 9 cozinhas comunitárias foram implantadas nos bairros José Pinheiro, Malvinas, Bodocongó, Liberdade, Pedregal, Jeremias e Catingueira, além dos distritos de Galante e São José da Mata, proporcionando refeições aos preços de R$ 0,50 e R$ 1.

Na época, a Prefeitura de Campina Grande, em parceria com o Governo Federal, desenvolveu o Programa de Aquisição de Alimentos da Agricultura Familiar – PAA, beneficiando um total de 300 agricultores em Campina e região, para fornecimento de alimentos aos restaurantes e às cozinhas, favorecendo o trabalho do morador da zona rural e oferecendo à população uma comida com qualidade, higiene e numa quantidade suficiente para suprir suas necessidades.

Ao final da gestão de Veneziano como prefeito, os restaurantes e as cozinhas forneciam mais de 7 mil refeições por dia, para uma população que proporcionou um índice de 95% de aprovação do serviço e da qualidade, de acordo com pesquisa realizada entre os consumidores. Os equipamentos foram fechados no ano de 2013, no início da gestão que sucedeu a de Veneziano.

Proposta de Governo – Veneziano garantiu que, eleito governador, irá ampliar a quantidade de restaurantes populares em toda a Paraíba, em parceria com o governo do presidente Lula. “Nós teremos, com as graças de Deus, um presidente comprometido com o social e com as camadas mais carentes da nossa população. E nós, aqui na Paraíba, iremos priorizar essa política de segurança alimentar, junto com o presidente Lula, garantindo um prato de comida a quem mais precisa”, afirmou o pré-candidato.

Assessoria de Imprensa
Senador Veneziano Vital do Rêgo (MDB)
Pré-candidato a governador da Paraíba