Ao lado de Renato, paraibano Vitor Felipe é campeão do Top 8 na etapa de Fortaleza do Circuito Brasileiro

56

A arena montada na Praia de Iracema, em Fortaleza (CE), teve um domingo recheado de emoções. Para Rebecca, o dia significou a felicidade de pela primeira vez poder comemorar um título em casa, depois que ela e Talita levaram a melhor no duelo local contra Taiana e Hegê e conquistaram o título da oitava etapa do Circuito Brasileiro de vôlei de praia. Com família cearense, o paraibano Vitor Felipe comemorou o título conquistado com Renato como se estivesse em casa e se emocionou ao lembrar de sua avó paterna, Antonia, mais conhecida como Mãe.

O duelo cearense na decisão pelo título feminino terminou com uma vitória de Rebecca e Talita por 2 sets a 0 (21/10 e 21/14) sobre Taiana/Hegê. Vitor Felipe e Renato também venceram Evandro/Vinicius Freitas por 2 sets a 0 (21/15 e 21/19) na final masculina. Andressa/Vitória e George/André conquistaram a medalha de bronze.

Além do título, da premiação em dinheiro e da pontuação no ranking, a conquista do Top 8 em Campo Grande (MS) garantiu às duplas passagem aérea, alimentação e hospedagem custeados pela Confederação Brasileira de Voleibol (CBV) para a etapa Elite 16 na Cidade do Cabo (AFS), que acontece de 2 a 6 de novembro.

A próxima etapa do Circuito Brasileiro será em Natal (RN), de 31 de agosto a 4 de setembro.

Rebecca: “Eu sempre tive uma barreira muito grande de jogar em casa. É muita pressão, amigos, torcida, todo mundo querendo o resultado. Eu entrei para esse torneio muito concentrada, a gente se comunicou muito bem, a gente não perdeu nenhum set. Estou muito feliz que a torcida compareceu em peso. É muito legal voltar a ter torcida, ter o evento aqui no Nordeste, e agora é só comemorar”

Talita: “Foi incrível, eu cheguei aqui na arena em vários dias e estava com fila. Isso dá uma energia, ver nosso esporte com a arena lotada, as pessoas participando. Eu era a intrusa na final, a única que não era cearense, mas um pouco de coração porque já é a segunda vez que estou adotando essa terra. Fiquei muito feliz de participar dessa vitória da Rebecca. As derrotas ensinam muito, e a gente aprendeu com nossas últimas derrotas, e ganhar uma etapa dá um ânimo maior”

Vitor Felipe: “A família do meu pai é daqui, e Fortaleza me faz me lembrar muito da minha vó. Ela já faleceu e eu lembrei muito dela hoje. Sempre é especial, meu primeiro título no sub-21 foi aqui, já joguei muito em Fortaleza, gosto muito daqui, tenho muitas histórias. Até o quarto do hotel que a gente está eu fiquei alguns anos atrás”.

Renato: “No Top 8, cada jogo é uma luta diferente, uma história. A gente tem que aprender com cada set que a gente faz. A gente tem muito de lutar sempre para melhorar, ver o que está errando para consertar para o próximo jogo, e isso é muito importante no nível que é esse torneio”.

Guilherme Marques, gerente de vôlei de praia da CBV: “Voltamos ao Nordeste, com uma receptividade maravilhosa do público, arquibancada lotada em todos os dias da competição, presença de vários atletas da casa em partidas importantes. Tivemos os campeões do Aberto masculino, uma dupla jovem e local, que conseguiu ganhar em casa com jogos transmitidos pela televisão, e no Top 8 tivemos a presença na final das atletas da casa, trazendo ainda mais calor e emoção para esse grande evento que tivemos em Fortaleza. Na sequência vamos para mais torneios no Nordeste, indo para Natal, João Pessoa e Maceió, recebendo o calor dessa torcida maravilhosa”

Paraiba.com.br com CBV