Conta de energia fica mais barata em 216 cidades da Paraíba

137

A Agência Nacional de Energia Elétrica (ANEEL) homologou nesta terça-feira (23) o Reajuste Tarifário Anual (RTA) da Energisa Paraíba. Os clientes residenciais de baixa tensão (tarifa B1) perceberão uma redução de 0,46%.

Na alta e média tensão, a exemplo da indústria, que possui uma tarifa diferenciada, haverá reajuste de 3,49%. O efeito médio a ser percebido pelos clientes, em geral, será de 1,03%. O percentual entra em vigor a partir de domingo (28).

O reajuste tarifário anual é um processo regulado, previsto no contrato de concessão e acontece para todas as distribuidoras de energia do país. Do total da fatura, geradoras e transmissoras ficam com 37%, e 36,5% são encargos e tributos. A correção tem como objetivo cobrir os custos referentes a compra de energia e da infraestrutura de transmissão, que leva energia para os estados.

“Além disso, garante a continuidade de investimentos na rede de distribuição da Energisa Paraíba. Na prática, a Energisa atua como arrecadadora para todo o setor elétrico”, disse a concessionária.

“De cada R$ 10 pagos pelo cliente, R$ 2,65 ficam com a Energisa para investir em qualidade e expansão da rede. Para garantir agilidade e qualidade dos serviços para o cliente, é preciso comprar equipamentos, manter a infraestrutura e a frota em boas condições, além de pagar salários e a energia comprada”, explicou o gerente corporativo de regulação econômica da Energisa, Bernardo Athayde.

A Energisa Paraíba atende cerca de 1,5 milhão de clientes em João Pessoa e outras 215 cidades do estado. O reajuste não alcança a região de Campina Grande, que é atendida pela Energisa Borborema.

Portal Correio