Recenseadores do IBGE estão sendo xingados e hostilizados na cidade de Patos

72

Desde o dia 1º de agosto de 2022, o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) deu início ao censo demográfico e conta com mais de 15.000 profissionais recenseadores que devem contar os mais de 215 milhões de habitantes e revelar a realidade socioeconômica do maior país da América Latina.

Na manhã desta terça-feira, dia 23, o coordenador local do IBGE, José Gerônimo, concedeu informações sobre o censo demográfico na cidade de Patos. Ao Jornal Notícias da Manhã, na Rádio Espinharas, o coordenador disse que 121 domicílios se recusaram a receber os recenseadores, fizeram xingamentos e atos de hostilidade com os profissionais.

Mesmo os recenseadores estando uniformizados, com o colete do IBGE, usando boné do Censo, crachá de identificação e o Dispositivo Móvel de Coleta (DMC), estes têm enfrentado desrespeito por parte de alguns cidadãos. Diante do problema atípico, José Gerônimo está pedindo que os cidadãos recebam os recenseadores e prestem as informações que irão contribuir com o Brasil e o próprio povo. São 89 recenseadores em Patos.

“É através do censo demográfico que nós conhecemos a realidade da população brasileira! Mais precisamente no Município de Patos nós começamos a coleta no dia 1º de agosto e estamos com 89 recenseadores adentrando os domicílios no Município de Patos…temos, hoje, 121 domicílios que se recusaram a prestar informações ao censo…foram recusas das mais diversas! Recusas de pessoas que foram grosseiras! Que disseram palavras de baixo calão…infelizmente uma situação atípica que nunca enfrentamos…”, relatou José Gerônimo.

Polêmica Patos