Faleceu neste domingo o padre Pedro Custódio, primeiro pároco da Paróquia de Santa Teresinha

458
Padre Pedro na Capela de São Gonçalo, em Santa Terezinha (Imagem: Luiz Junior).

Faleceu madrugada deste domingo (18), o padre Pedro Custódio (72). No ano de 2020 o papa Francisco concedeu  ao sacerdote o titulo de Monsenhor.

Padre Pedro foi o primeiro pároco da Paróquia de Santa Teresinha, situada no município de Santa Terezinha (PB).

O seu corpo será velado na Capela do Colégio Cristo Rei, situado na Rua Peregrino Filho, 301, Centro, Patos. As celebrações serão às 11h e às 17h. O corpo seguirá na segunda-feira às 9h para o município de Catolé do Rocha.

A Paróquia de Santa Luzia, localizada no município de Santa Luzia, emitiu uma Nota de Pesar, leia:

Nota de pesar da Paróquia Santa Luzia em razão do falecimento do padre Pedro Custódio

Foi com imenso pesar que a Paróquia Santa Luzia recebeu, na madrugada deste domingo, 18 de setembro de 2022, a notícia do falecimento do Reverendíssimo Padre Pedro Custódio da Silva.

Padre Pedro tinha 72 anos de idade e 32 anos de sacerdócio. Em 2020, o papa Francisco concedeu o título de Monsenhor ao padre Pedro. Em sua missão neste mundo, ele atuou em várias paróquias das cidades São Mamede, Condado, Vista Serrana, Santa Terezinha, São José do Sabugi, Teixeira, Patos entre outras. Além disso, o padre foi um dos diretores da Fundação Nossa Senhora Da Guia, mantedora da Rádio Espinharas.

Nos períodos em que esteve na Forania do Vale do Sabugi, especificamente nas Paróquias de Nossa Senhora da Conceição, em São Mamede, e São José, em São José do Sabugi, o padre Pedro foi um grande colaborador da Paróquia Santa Luzia sempre com muito carinho e disponibilidade, nos momentos festivos e de dificuldade.

Neste momento de luto e tristeza, cumpre manter viva a imagem do padre Pedro sempre disposto a servir, com humildade, zelo e alegria, razões pelas quais aprendemos a admirá-lo, amá-lo e ter especial deferência por ele.

 Suplicamos a Deus Pai Misericordioso que acolha o nosso padre Pedro Custódio e faça brilhar sobre ele a luz eterna. Rogamos à Virgem Maria, Senhora das Dores, que console os familiares, amigos enlutados, seus irmãos no sacerdócio e todos aqueles e aquelas que nutrem sentimento de respeito e consideração por ele.

Que nós tenhamos sempre presente as palavras do próprio Jesus Cristo que disse: “Eu sou a ressurreição e a vida. Aquele que crê em mim, ainda que tenha morrido, viverá. E todo aquele que vive e crê em mim, jamais morrerá” (JO 11,25-26).

 

Santa Luzia, 18 de setembro de 2022

 

Padre Erivaldo Alves Ferreira

Pároco de Santa Luzia