Quatro servidores da Sudema são afastados dos cargos após investigação de fraude em licenças ambientais em troca de propina

69

A “Operação Licença”, que foi deflagrada na manhã desta terça-feira (20), apura supostas irregularidades na concessão de licenças ambientais na Paraíba. A ação tem como alvo quatro técnicos da Sudema (Superintendência de Administração do Meio Ambiente) e mais quatro despachantes, que são as pessoas contratadas para atuar junto ao órgão, como intermediários que organizam a documentação e dão entrada nas licenças.

Os servidores da Sudema foram afastados dos cargos após investigação de fraude em licenças ambientais em troca de propina. São apurados os crimes de corrupção, organização criminosa e crimes ambientais. A Sudema é um órgão público ligado ao Governo da Paraíba responsável pela execução da política de proteção e preservação do meio ambiente.

Com o afastamento, os servidores já não tem mais acesso aos dados da instituição desde que a operação foi deflagrada. Na sede da Sudema os policiais averiguaram documentos em busca de informações que possam ser usados como prova contra os investigados.

A Operação Licença cumpre os mandados nas residências das pessoas investigadas e também na própria sede da Sudema.

Participam da ação integrada equipes do Grupo de Atuação Especial Contra Crime Organizado (GAECO), da Polícia Civil e do Grupo de Operações Especiais (GOE) do Ministério Público da Paraíba (MPPB). Mais de 70 agentes das forças de segurança participam da operação. Os mandados de busca e apreensão foram expedidos pela 4ª Vara Criminal de João Pessoa.

Fonte: Clickpb