Gasolina cai 8,35% na bomba em setembro, com preço médio de R$ 5,193, o menor valor desde fevereiro de 2021

56

Pesquisa realizada pela ValeCard, empresa especializada em soluções de gestão de frotas, confirma que os valores dos combustíveis nos postos seguem em queda. Na análise do mês de setembro, o preço da gasolina apresentou retração de 8,35% em comparação com agosto, com valor médio de R$ 5,193, por litro, na bomba.

A queda nos preços da gasolina reflete a limitação do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) adotada pelos estados após a sanção, em junho, da lei que criou um teto para o imposto sobre itens como diesel, gasolina, energia elétrica, comunicações e transporte coletivo — agora também considerados como itens essenciais de consumo.

O preço da gasolina também tem sido beneficiado pela queda do petróleo no cenário internacional. Há uma preocupação com uma possível desaceleração do crescimento mundial, o que contribui para a queda do preço da commodity. Bem como os impactos da guerra da Ucrânia.

“Além da questão tributária, outro fator que tem levado à queda dos preços da gasolina são os sucessivos cortes da Petrobras nos valores desse combustível nas refinarias”, explica José Ortigosa, CEO de Benefícios e Frota da ValeCard.

No dia 1º de setembro, a Petrobras anunciou redução média de 7% do valor do litro da gasolina vendida às distribuidoras, no que foi o quarto corte realizado desde meados de julho.

A apuração apontou maior redução no valor do combustível no Rio Grande do Norte (-%11), fechando o mês em R$5,094 – valor inferior à média nacional -, Amapá (-11,68%) e Pernambuco (-10,65%). Nenhum estado apresentou altas nos preços, mas as quedas mais tímidas foram verificadas no Acre (-4,45%), Bahia (-5,41%) e Roraima (-6,25%).

Os dados obtidos para a realização do levantamento são referentes ao período entre 1° e 27 de setembro, por meio do registro das transações realizadas com o cartão de abastecimento da ValeCard em mais de 25 mil estabelecimentos credenciados.

Porto Alegre, Campo Grande e Cuiabá têm menores preços entre as capitais

Entre as capitais, o valor médio do combustível em setembro foi de R$ 5,116, o que representa uma queda de 8,75% em relação ao mês anterior. Porto Alegre (R$ 4,769), Campo Grande (R$ 4,803) e Cuiabá (R$ 4,887) foram as capitais com preços mais baixos na primeira quinzena de setembro, sendo o segundo mês consecutivo que Cuiabá surge nesse ranking. Já os maiores valores médios foram encontrados em Boa Vista (R$ 6,208), Belém (R$ 5,522) e Porto Velho (R$ 5,540).

Portal Paraíba.com.br com assessoria