Botafogo-PB terá candidato único na eleição presidencial do próximo domingo

58

Neste domingo (23), o Botafogo-PB passará pelo pleito que elegerá seu novo presidente para o biênio 2023/2024, mas não dá para chamar de “novo”, necessariamente.

É que, encerrado o prazo para a inscrição das chapas que concorrerão no processo eleitoral, apenas uma fez seu registro, a do atual presidente Alexandre Cavalcanti, que irá para seu segundo mandato no Belo.

Apesar do clube da estrela vermelha estar nitidamente dividido politicamente, a oposição, que comandava a instituição até 2020, não inscreveu nenhum concorrente, o que era uma “exigência” do atual mandatário para concorrer a reeleição, pois não queria que ninguém do grupo político diferente do seu retomando o poder no clube.

Alexandre Cavalcanti assumiu o Botafogo-PB após a renúncia de Sérgio Meira, no fim de 2020, em meio a briga do time contra o rebaixamento na Série C daquele ano, algo que conseguiu ser contornado em apenas 5 partidas.

Ainda sob sua gestão, o clube foi vice-campeão paraibano em 2022, garantindo vaga na Copa do Brasil do ano que vem, e chegou no quadrangular do acesso na Série C de 2021, mantendo chances de subir de divisão até a última rodada, quando perdeu para o Ituano fora de casa.

Como trunfo para o início de seu segundo mandato a frente do clube, o dirigente afirma não ter feito nenhuma antecipação de cotas de 2023 e ter mantido patrocínios importantes, que farão com que a parte financeira esteja mais preparada para fazer as contratações e investimentos necessários para buscar o retorno dos títulos e o acesso para a Série B.

Paraiba.com.br com Voz da Torcida