Pesquisador lançará livro que contará a história de Santa Terezinha

454

O pesquisador Carlos Alberto Lima Fonseca, conhecido popularmente por Baby Fonseca, está colhendo informações para a produção de um livro sobre a história do município de Santa Terezinha (PB).

Ele foi entrevistado nesta quinta-feira (27), no jornal Conexão com a Notícia, transmitido pela Rádio Conexão (104,9 FM), com sede em Santa Terezinha.

Baby relatou que o projeto é uma ideia do prefeito Arimateia Camboim, através da Prefeitura Municipal. Ele enfatizou que é um livro apolítico, com o objetivo de resgatar profissionais e pessoas que contribuíram em conjunto para o desenvolvimento de Santa Terezinha. Ele cita que a região tem um detalhe singular interessante, relata que Santa Terezinha foi erguida por um conjunto de imigrantes e não teve aquele filho, aquele colonizador que ergueu a sua propriedade e daí surgiu o povoado, distrito e cidade. Ele citou alguns destes imigrantes: Zé Mineo; Dr. Baracuir; Caboclo das Cabaças, ao qual classificou um ‘imortal’; Família de Sá Mororó; família Da Costa, que tem o descendente Porfírio Higino da Costa; família de Praxedes do Espírito Santo (sítio Santana); família Camboim, através de Lourenço Alves Camboim.

No livro constará um conjunto de pessoas a serem relembradas, que não tinham tradição e não tinham dinheiro, mas, o seus serviços eram importantes e contribuíram para o desenvolvimento da região.

Ele destacou que Manoel Alexandrino (Caboclo das Cabaças) devia ter sido uma pessoa de muita ética e de muita moral porque após muitos anos de seu falecimento, as pessoas ainda falam em Caboclo das Cabaças com bastante respeito. Comentou que o ex-prefeito de Patos da época, Darcílio Wanderley procurou Caboclo das Cabaças para que ele criasse um povoado em suas terras, visto que, ele era um comerciante bastante influente na região, entretanto, ele renunciou a ideia, mas ajudou na construção da igreja em outro local, onde encontra-se a Igreja Matriz.

Baby Fonseca afirmou que o município não existe um fundador, citou que Francisco Rufino teve a sua participação, mas encontrou um local que já estava semeado, tanto que pelas dificuldades encontradas no município de Pombal (PB) ele optou mudar-se a região onde está a sede do município. Ele enfatizou que Santa Terezinha foi uma cidade que não foi fundada, foi uma localidade organizada por pessoas pioneiras que já existiam na região.

Ele está há 60 dias no município e o livro será lançado em 22 de dezembro de 2022, data de emancipação política do município.

Este será o terceiro livro mostrando a história de Santa Terezinha. O primeiro livro foi escrito pelo padre Erivaldo Alves e o segundo livro foi escrito pelo historiador Damião Lucena. Também existe um vídeo documentário intitulado como: Santa Terezinha, uma História de Todos. Um vídeo de autoria do jornalista Josley Oliveira que serviu de Trabalho de Conclusão de Curso (TCC) nas Faculdades Integradas de Patos (FIP), como conclusão do Curso de Comunicação Social – Habilitação em Jornalismo.