Governadora em exercício desabafa sobre partido ao qual estava filiada: “Por causa do meu marido, eu fui fuzilada”

53

Em entrevista à imprensa campinense na última sexta-feira (04) a governadora em exercício da Paraíba, Lígia Feliciano, comentou, sobre a mudança no comando do PDT no Estado.

De acordo com Lígia foi lamentável a forma como o PDT tratou sua história no partido, ao mudar a direção estadual na Paraíba, excluindo-a do processo eleitoral.

“O PDT não agiu certo em relação a minha pessoa. Eu era vice-presidente nacional do partido, vice-governadora do Estado, há mais de 15 anos na legenda, e por causa de uma opção do meu marido, eu fui fuzilada. Tomaram de mim a oportunidade de ser candidata. Tomaram o partido sem ter nada a dizer de minha pessoa”, afirmou a governadora em exercício.

Lígia Feliciano revelou que deixou o PDT, mas ainda não escolheu qual o novo partido que irá se filiar.

PBAgora