Eleição da ALPB tem disputa interna no Republicanos; três deputados do partido pleiteiam presidência e deixam governador em impasse

55

A eleição da Mesa Diretora da Assembleia Legislativa da Paraíba (ALPB), para o biênio 2023-2024, acontecerá apenas no dia 1º de fevereiro, mas as conversações em busca de apoio para a vaga da presidência já estão avançadas e muitos nomes já foram lançados.

Dentro do Republicanos, partido que elegeu a maior bancada de parlamentares nas eleições 2022 para a Casa de Epitácio Pessoa, dos oito deputados da legenda, três já manifestaram o desejo de disputar a vaga de presidente da ALPB.

Os deputados reeleitos Adriano Galdino, atual presidente, Wilson Filho, líder da bancada governista, e Branco Mendes, que assume no próximo ano o seu quinto mandato consecutivo, protagonizam uma disputa interna no Republicanos ao pleitear a presidência da ALPB e o apoio do governador João Azevêdo (PSB).

Em entrevista a imprensa no início deste mês, o governador reeleito da Paraíba disse que não deverá interferir na eleição da Mesa Diretora da ALPB. Contudo, João Azevêdo sinalizou com a possibilidade de avalizar a indicação do Republicanos com o nome do deputado reeleito Adriano Galdino, atual presidente do Poder Legislativo.

Na última semana, o secretário de Estado da Comunicação, Nonato Bandeira declarou que o governo tem preferência pela eleição de um presidente que seja da base aliada à gestão, mas que João Azevêdo não irá interferir na eleição da Casa.

No sábado (19), Branco Mendes esteve em audiência com João Azevêdo e comunicou oficialmente sua pretensão de disputar presidência da ALPB. Segundo o deputado deixou claro que não haverá imposição de nomes e reiterou que torce para que um parlamentar da sua base seja eleito.

Além dos parlamentares do Republicanos, também disputam a vaga os deputados reeleitos Tião Gomes (PSB) e Eduardo Carneiro (Solidariedade).

Wscom