Com homenagem do TRE, Francisca Motta é diplomada pela sexta vez, deputada estadual

45

Eleita deputada estadual por mais de 40 mil paraibanos, a deputada Francisca Motta (Republicanos), foi homenageada pelo Tribunal Regional Eleitoral da Paraíba, durante a cerimônia de diplomação dos eleitos, ocorrida nesta segunda-feira (19), no Teatro Pedra do Reino, em João Pessoa.

O pioneirismo feminino, em momentos decisivos da história política paraibana, aliada a uma vida pública pautada na solução de problemas, que envolvem fortes contextos sociais, a exemplo do acesso à saúde e à água, principalmente no Sertão paraibano, motivaram a homenagem do TRE, referendada por toda classe política presente.

A deputada Francisca Motta, foi a primeira mulher eleita a tornar-se vice-presidente da Assembleia Legislativa da Paraíba, sendo a primeira, a ocupar o posto de presidente da Casa de Epitácio.

Através da parlamentar, o Tribunal Regional Eleitoral da Paraíba, presidido neste momento histórico por uma mulher, a desembargadora Maria de Fátima Moraes Bezerra Cavalcanti Maranhão prestou homenagem, ao legado de todas as mulheres paraibanas na política.

Em seu discurso, a deputada Francisca Motta defendeu a emancipação e o empoderamento de todas as mulheres, como solução para o desenvolvimento sustentável e o combate às desigualdades.

“Sempre tive a convicção de que a mulher na política é um poderoso instrumento de motivação e inspiração. Acredito que a verdadeira transformação política é feminina. São 90 anos do voto feminino do Brasil. Avançamos nas eleições 2022, mas, o maior desafio, é fazer crescer o número de mulheres eleitas, para que a tomada de decisão aconteça também, a partir da ótica e das urgências das nossas mulheres”, ressaltou a parlamentar.

A deputada conclamou autoridades presentes, a realização de um grande pacto pelo fim da violência contra mulheres, exploração sexual de crianças e adolescentes, e a efetivação de condições, para que as meninas e mulheres paraibanas tenham acesso seguro à educação de qualidade, capacitação profissional e a saúde universal, em todas as fases da vida.

“As mulheres precisam superar contextos culturais, sociais e políticos, quase sempre enraizados no machismo, no preconceito e nas desigualdades, que dificultam, ainda mais, sua emancipação e presença na política. A desembargadora e atual presidente do TRE, Dra. Fátima Maranhão, primeira mulher a presidir a Corte do TJPB, faz história, pela homenagem que presta a todas àquelas que de forma audaciosa, dignificaram a política paraibana. É um dia simbólico e inesquecível”, reconheceu a parlamentar.

Ao lado do deputado federal Hugo Motta, também diplomado na cerimônia, e do prefeito de Patos, Nabor Wanderley, a deputada participou da solenidade acompanhada por familiares, amigos, prefeitos, vereadores e correligionários de toda sua base política.

“Agradeço a Deus, aos mais de 40 mil paraibanos, ao povo de Patos e ao meu Sertão, que justificaram nas urnas, uma história de trabalho e a lisura de minha conduta pública. Desejo sabedoria, humildade e esperança a todos os diplomados, pois, o nosso povo, nunca padeceu tanto”, finalizou Francisca.

Assessoria