Bolsonaro diz condenar terrorismo de seus apoiadores em Brasília: “Foge à regra”

50

O ex-presidente Jair Bolsonaro se manifestou sobre os atos de terrorismo realizado e financiado por seus apoiadores, que invadiram e vandalizaram os prédios do Palácio do Planalto, do Supremo Tribunal Federal e do Congresso Nacional.

“Manifestações pacíficas, na forma da lei, fazem parte da democracia. Contudo, depredações e invasões de prédios públicos como ocorridos no dia de hoje, assim como os praticados pela esquerda em 2013 e 2017, fogem à regra”, disse Bolsonaro sobre os ataques terroristas de seus apoiadores.

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva anunciou neste domingo intervenção federal na segurança pública do Distrito Federal até 31 de janeiro. Em pronunciamento de Araraquara, onde esteve para avaliar danos causados pela chuva na cidade, Lula culpou Bolsonaro por ter estimulado os atos de vandalismo. “Esse genocida não só provocou isso, não só estimulou isso, como, quem sabe, está estimulando ainda pelas redes sociais, lá de Miami onde ele foi descansar. Na verdade, ele fugiu para não me colocar a faixa”, disse Lula.

Wscom