Hospital Regional de Patos registra mais de 2 casos de mordidas de cachorro por dia e alerta contra raiva

56

Do dia 1º de janeiro até esta quarta-feira (11), o setor de Urgência e Emergência do Hospital Regional Deputado Janduhy Carneiro, em Patos, atendeu 27 pacientes atacados e mordidos por cachorros. Em apenas um dia, na terça-feira (10), seis pessoas deram entrada na unidade hospitalar nesta situação.

O diretor técnico do hospital, Pedro Augusto, chama atenção para o aumento e frequência de casos neste início de ano e para a necessidade de se procurar o serviço médico em caso de mordida ou até mesmo lambida do animal em uma ferida aberta, que podem transmitir a raiva humana, doença que não tem cura. A necessidade ou não de tomar a vacina dependerá de alguns fatores, entre eles, da observação do animal agressor.

Segundo o médico, nestas situações, no hospital é feita a primeira dose da vacina antirrábica, de tétano, além do uso de antibióticos, a depender da localização e extensão da ferida.

Em dias úteis, nos turnos da manhã ou tarde, os PSFs também fazem o atendimento nos casos de mordedura de cães. Nos demais dias e no período da noite, o atendimento é feito no Hospital Regional, que é referência para o soro antirrábico em Patos.

Portal Correio