Plantio de feijão e abóbora tem início com apenados em presídio de Patos

53

Dando continuidade a política de ressocialização também por meio do trabalho, apenados do Presídio Procurador Romero Nóbrega, em Patos, deram início, na manhã desta quinta-feira, dia 19 de janeiro, ao plantio de feijão e abóbora na área externa da unidade prisional.

O projeto do plantio busca aproveitar as terras que fazem parte da área do presídio tendo em vista o início do período chuvoso no sertão. As previsões meteorológicas são de boas chuvas no Nordeste e será uma oportunidade de boa produção do produto mais consumido pelos sertanejos, o feijão.

A ideia do diretor do Presídio Procurador Romero Nóbrega, o Policial Penal Charles Martins, é de não perder nenhum minuto e dar logo início ao preparo do terreno que vai receber as sementes.

Em princípio, a plantação irá contar com 4 reeducandos que estarão diretamente cuidando de todo processo na lavoura, desde limpar o terreno, cavar, depositar as sementes, limpar e colher, no entanto, o quantitativo pode aumentar, dependendo da demanda.

“Nós contamos com o apoio da Secretaria de Agricultura do Município de Patos para limpar o terreno com máquinas. Essa parceria é fundamental para a ação. O objetivo que temos buscado é ampliar o quantitativo de reeducandos envolvidos em programas de ressocialização. Contamos com Policiais Penais que se dedicam também ao acompanhamento do trabalho dos envolvidos no plantio”, relatou Charles.

Jozivan Antero – Polêmica Patos