Presidente do COREN/PB faz críticas ao governador e ao prefeito de Patos durante ato da Enfermagem na Capital do Sertão

86

A presidente do Conselho Regional de Enfermagem da Paraiba (COREN/PB), Rayra Beserra, subiu o tom das críticas ao Governador da Paraíba, João Azevedo, e ao prefeito de Patos, Nabor Wanderley, diante das discussões em torno da luta pelo piso nacional da enfermagem.

Rayra esteve na manhã desta sexta-feira, dia 10 de março, participando de um ato da enfermagem que aconteceu em frente ao Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU) e depois seguiu em carreata com a categoria pelas ruas da cidade de Patos.

O ato foi de iniciativa do Sindicato dos Funcionários Públicos Municipais de Patos e Região (SINFEMP) que vem dando apoio constante à luta da enfermagem. A atividade contou com a presença da presidente Carminha Soares e com o tesoureiro e vereador José Gonçalves, bem como com os vereadores Sargento Patrian e Jamerson Ferreira, além de outras categorias que prestam apoio à luta nacional da enfermagem pelo piso nacional.

Ao conceder entrevista, Rayra Beserra relatou que a luta da enfermagem por melhores condições de salário e de trabalho vem acontecendo há mais de 30 anos. Ela fez críticas ao Governador João Azevedo dizendo que o piso salarial da enfermagem não é uma realidade no Estado. A presidente destacou que o Governador não vem dando isonomia a categoria e o COREN PB entrou com uma ação contra o Estado da Paraíba por não respeitar todas as categorias da enfermagem.

Em relação ao prefeito de Patos, Rayra Beserra disse que está surpresa com a lei que deu entrada na Câmara Municipal de Patos pelo poder executivo. O prefeito altera uma lei de 2014 e retira gratificações dos profissionais que tenham instituído profissionais que conquistem seu piso. Rayra pediu a mobilização dos vereadores e pediu que os parlamentares barrem essa lei. A presidente foi firme ao dizer que não adianta bater palmas para a enfermagem, mas é preciso ações práticas para ajudar a categoria.

José Gonçalves tornou público que houve nesta sexta-feira uma reunião com o prefeito Nabor para tratar da lei enviada para a Câmara dos Vereadores, porém, o encontro acabou sem acordo e haverá uma assembleia da enfermagem para avaliar a proposta do prefeito que apresentou uma proposta que não foi aceita de início.

OUÇA entrevista com Rayra Beserra:

Jozivan Antero – Polêmica Patos